Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blogue do Apostolado da Oração

FÁTIMA, ALTAR DO MUNDO

Fátima Santuário.jpg

  

Desde o Papa, a centenas de cardeais e bispos, a milhares de sacerdotes, a milhares de consagrados, a milhões de católicos, todos têm o olhar em Fátima, têm o coração em Fátima neste ano centenário, sobretudo neste dia 13, com a presença do Papa e a canonização dos Pastorinhos, com muitos milhares de peregrinos que se vão reunir na Cova da Iria, com milhões que vão estar unidos em oração em todo o mundo, dia 13 (e não só) através das rádios, de muitos canais da TV, de práticas de oração, de homilias, etc., etc. 

O mundo à nossa volta é desta vez o mundo à volta de Fátima, “altar do mundo”, à volta de Nossa Senhora e do seu Coração Imaculado, à volta dos Pastorinhos, os novos santos, à volta do Papa Francisco e com ele. Um mundo que se coloca no Coração da Mãe, um mundo que está presente em Fátima e ligado ao Papa e à Cova da Iria. Mesmo pagãos, membros de outras religiões, ateus, protestantes, etc. estarão unidos e se vão alegrar de ver, participar, estar com o olhar e o pensamento em Fátima, “altar do mundo”. A Mãe vai atraindo todos. No seu Coração caberão todos. O seu amor materno se estende a todos. Os Pastorinhos vão interceder por todos.

É bom não esquecer as muitas centenas, talvez muitos milhares que já peregrinam a pé para Fátima e que irão peregrinando nos próximos dias e durante o ano centenário. Peregrinações belas, dolorosas às vezes, mas com muita fé, muita oração, muita confiança no Coração da Mãe. Muitos corações e almas em sofrimento com problemas graves pessoais, familiares, problemas de saúde, de emprego, de dívidas, de violência doméstica. Problemas que levam muitos a caminhar a pé para o Santuário, altar do mundo, acompanhados por Maria, a Mãe de Jesus, a Senhora de Coração aberto.

O Coração da Mãe é refúgio, é bálsamo, é abrigo seguro. O Coração da Mãe vai encaminhando todos e tudo, pessoas e países, para Deus, para a paz, para a reconciliação. Ela é a Saúde dos enfermos, o Auxílio dos cristãos, Refúgio de pecadores, Ela é fortaleza para a luta contra o pecado e contra o mal, Ela é amor vivo a interceder por todos, Ela é a Mãe vencedora de todas as batalhas. Todos, mas de um modo particular os pecadores, os doentes, os marginais, os pobres, os desavindos, têm um lugar privilegiado no seu Coração. Os que passam fome, os que vivem em guerra, os que não têm casa nem amor de família, encontram na Mãe e no seu Coração Imaculado a graça, o amparo, o caminho do Céu.

O Francisco e a Jacinta, Santos a partir do dia 13 de maio, serão grandes e insignes protetores, intercessores do mundo, da Igreja, do Papa, dos peregrinos. Elevados à dignidade de Santos, ficam mais perto do Coração da Mãe, de Jesus, da Trindade e mais perto de nós e com mais poder para interceder.

O mundo à nossa volta vai sendo cada vez mais um mundo à volta de Maria, a Mãe Imaculada, um mundo à volta dos Santos Pastorinhos. Estamos todos bem acompanhados, bem vigiados, bem ajudados. Temos mais dois mestres que nos ajudarão a rezar, a fazer penitência, a amar Jesus e a adorá-Lo na Eucaristia, a amar os pobres e necessitados, a rezar e amar o Papa, a estarmos no Coração da Mãe.


Os Santos Francisco e Jacinta nos ajudarão a rezar mais pelos pecadores, a colaborar na redenção, a ser instrumentos vivos na paróquia, na Igreja, a ser mais colaboradores do Papa rezando por Ele e pelas suas intenções como fazem milhões de membros do Apostolado da Oração. Com os Santos Francisco e Jacinta, poderemos interceder mais para que todos se salvem, para que haja paz no mundo, para que não haja fome, violência, pecado, ódio. Com o auxílio dos dois novos Santos, vamos caminhando na fé, na esperança, na caridade, irão aumentando os que acreditam, os que se confessam, os que comungam bem, os que desejam o casamento religioso.

O mundo à nossa volta vai-se transformando aos poucos e ficará mais perto de Deus. Será um mundo mais fraterno, mais justo, mais aberto à beleza do amor, mais sensível à vida, aos pobres, aos deslocados e emigrantes, aos sem-casa e sem-amor. Parece que cada vez há mais pessoas interessadas a ajudar os outros, a dispor de si, do seu tempo, dos seus bens, para amar e servir. Nossa Senhora irá ajudando a converter mais corações empenhados no bem, em ajudar, em servir. Há mais gente a rezar cada dia e a dispor-se para servir melhor os outros.

Estamos em caminhos de esperança. E os muitos milhões que passaram em Fátima este ano centenário ficarão, de certeza, mais tocados pela graça e com um desejo renovado de vida mais digna, mais santa, mais de Deus e para Deus. Todos no altar do mundo se deixarão tocar pela graça e olharão os Pastorinhos como modelos. E a Mãe olhará e ajudará a todos a sermos menos piedosos e mais cristãos, mais homens e mulheres de Evangelho.

Dário Pedroso, sj